ASSISTÊNCIA MÉDICA INTERNACIONAL (AMI) – O PODER DOS SOCIAL MEDIA NA AJUDA ÀS ONG-D’S

A Assistência Médica Internacional (AMI) foi escolhida como estudo de caso por ser uma das Organizações Não Governamentais para o Desenvolvimento de génese portuguesa cuja atividade se destaca, nos seus 30 anos de existência, pelo combate à intolerância e à indiferença, transmitindo ao mundo, através das suas missões, uma mensagem de solidariedade e humanismo, empenhando-se no sentido de mudar mentalidades e alertar para questões relacionadas com a violação dos direitos humanos. Desenvolvendo a sua atuação em quatro pilares (Assistência Médica, Ação Social, Ambiente e Alertar Consciências) tanto a nível nacional como internacional, esta fundação sentiu desde muito cedo a necessidade de comunicar com os seus voluntários e financiadores atuais e potenciais. A evolução das tecnologias da informação levou então a que a AMI recorresse a múltiplos meios, nomeadamente no âmbito do Social Marketing (Facebook, Twitter, Linkedin) para além da sua página oficial na web para comunicar com os seus stakeholders.

ASSISTÊNCIA MÉDICA INTERNACIONAL (AMI) – O PODER DOS SOCIAL MEDIA NA AJUDA ÀS ONG-D’S

DOI: 10.37572/EdArt_28082144625

Palavras chave: Marketing Relacionado com Causas, Social Média Marketing, Organizações Não Governamentais para o Desenvolvimento

Keywords: Cause Related Marketing, Social Media Marketing, Non-Governmental Organizations for Development

Abstract:The International Medical Assistance (AMI) was chosen as a case study because it is one of the NGOs for Development with Portuguese genesis whose activity stands out, in its 30 years of existence, on the fight against intolerance and indifference, transmiting to the world through its missions, a message of solidarity and humanism, striving towards changing mentalities and alert to issues related to human rights violations. Developing its activities in four pillars (Health Care, Social Work, Environment and Awareness Raising) at national and international level, this foundation felt very early the need to communicate with their current or potential volunteers and donors. The evolution of information technology then led the AMI recurso to multiple media, particularly in the context of Social Marketing (Facebook, Twitter, Linkedin) in addition to its official web page to communicate with its stakeholders. 

Autores

  • Ana Filipa Almeida
  • Lara Sofia Mendes Bacalhau
  • Maria Madalena Eça de Abreu