ARTES INTEGRADAS: atuar para o tempo presente

O termo artes integradas foi inserido dentro do componente Arte no novo documento da BNCC (2018) sem muitas explicações, este considerou as linguagens artísticas artes visuais, dança, música e teatro como unidades temáticas do componente. Soma-se ao quarteto das unidades temáticas uma última, a qual tratarei neste artigo - as artes integradas. O ensino de arte, infelizmente, tem apresentado uma série de limitações e desafios, em sua implantação nas escolas nos últimos setenta anos, incluindo-se a não tão recente polivalência. Tentando aprofundar esta questão da integração no ensino brasileiro, e abrir um melhor entendimento sobre o assunto procuro examinar a integração como um elemento importante que pode se tonar poderoso nas práticas educativas. Seja nas artes ou fora delas, é uma abordagem e visão de mundo ainda a ser melhor desenvolvidos em nosso contexto educativo, dentro e fora das manifestações de práticas de arte. Esta prática acontece muito timidamente há algum tempo em poucas escolas especializadas no Brasil, mas em outros países, como os EUA, possuem outro patamar, fazem parte de currículos e práticas de escolas do ensino básico. A partir desta realidade e a fim de colaborar com uma prática de integração artística coerente, tenho como objetivo entender a questão da integração em sua forma mais ampla e apresentar alguns elementos intrínsecos, a partir do pensamento de John Dewey que talvez possam ajudar no entendimento desta integração

ARTES INTEGRADAS: atuar para o tempo presente

DOI: 10.37572/EdArt_1804213163

Palavras chave: Artes Integradas; Aspectos Conceituais; BNCC; Educação Integral.

Keywords: Integrated Arts; Conceptual Aspects; BNCC; Integral Education.

Abstract:The term integrated arts was inserted into the Art component in the new BNCC document (2018) without much explanation, it considered artistic languages ​​visual arts, dance, music and theater as thematic units of the component. In addition to the quartet of thematic units, one last one, which I will deal with in this article - the integrated arts. Art education, unfortunately, has presented a series of limitations and challenges, in its implementation in schools in the last seventy years, including the not so recent versatility. Trying to deepen this issue of integration in Brazilian education, and to open a better understanding on the subject, I try to examine integration as an important element that can become powerful in educational practices. Whether in the arts or outside, it is an approach and worldview yet to be better developed in our educational context, inside and outside the manifestations of art practices. This practice has been happening very timidly for some time in few specialized schools in Brazil, but in other countries, such as the USA, they have another level, they are part of curricula and practices of elementary schools. Based on this reality and in order to collaborate with a coherent artistic integration practice, I aim to understand the issue of integration in its broadest form and to present some intrinsic elements, based on the thoughts of John Dewey that may perhaps help in understanding this integration.

Autores

  • Aline Folly Faria