Identidades profissionais de Educadoras de Infância a intervir em creche: das identidades herdadas às identidades desejadas

A presente comunicação apresenta parte dos resultados de uma investigação onde foi problematizado a construção das identidades profissionais das educadoras de infância a intervir no contexto de creche. Procuramos desocultar os sentidos e significados da intervenção educativa de seis educadoras a desempenhar funções em três estabelecimentos educativos (rede privada e social). O paradigma de referência da investigação foi o da abordagem qualitativa, com características de estudo de caso múltiplo, destacando-se a importância da construção de um conhecimento compreensivo e interpretativo dos fenómenos sociais e educativos produzidos em relação com os atores concretos nos contextos onde desenvolvem a sua ação. Os procedimentos metodológicos conjugaram observações, pesquisa documental, entrevistas semiestruturadas individuais e coletiva (focus group). A análise interpretativa revela que estas profissionais ao longo das suas trajetórias profissionais têm vindo a ser confrontadas com a construção de uma profissão que guarda o traço de ambiguidade entre a função materna e a função docente, pelo que desejam para si novas identidades, mais justas, mais positivas e mais reconhecidas. Encetaram um novo caminho, encontrando-se num processo de (re)construção das identidades profissionais, em que é possível visualizar movimentos de pertença e de superação de identidades herdadas e a procura de novas formas de ser, sentir e agir, alicerçadas em dinâmicas de trabalho colaborativas. Deste processo, emergem vários traços identitários, contudo, na presente comunicação situamo-nos somente na imagem social e profissional desvalorizada, na construção permanente de uma pedagogia articulada entre equipas educativas e famílias e no desenvolvimento profissional em contexto.

Identidades profissionais de Educadoras de Infância a intervir em creche: das identidades herdadas às identidades desejadas

DOI: 10.37572/EdArt_2504213234

Palavras chave: Creche; Educadoras de Infância; Práticas Pedagógicas; Identidades ProfissionaisCreche; Educadoras de Infância; Práticas Pedagógicas; Identidades Profissionais

Keywords: Nursery; Childhood Educators; Pedagogical Practices; Professional Identities

Abstract:The present communication presents part of the results of an investigation in which the construction of the professional identities of the educators of childhood to be intervened in the context of day care was problematized. We sought to disclose the meanings and meanings of the educational intervention of six educators in functions in three educational establishments (private and social network). The research reference paradigm was that of the qualitative approach, with characteristics of a multiple case study, highlighting the importance of constructing a comprehensive and interpretative knowledge of the social and educational phenomena produced in relation to the concrete actors in the contexts where they work. The methodological procedures combined observations, documentary research, individual and collective semi-structured interviews (focus group). The interpretative analysis reveals that these professionals throughout their professional trajectories have been confronted with the construction of a profession that keeps the trait of ambiguity between the maternal function and the teaching function, and therefore they wish for themselves new, more just identities, more positive and recognized. They have embarked on a new path, in a process of (re) construction of professional identities, in which it is possible to visualize movements of belonging and overcoming of inherited identities and the search for new ways of being, feeling and acting, based on dynamics of collaborative work. From this process, several traits of identity emerge, however, in this communication we are only in the devalued social and professional image, in the permanent construction of an articulated pedagogy between educational teams and families and in professional development in context.

Autores

  • Isabel Maria Tomázio Correia