AGRICULTURA SUSTENTÁVEL- UM ESTUDO DE CASO NO Assentamento Conquista - MS.

O presente trabalho, por meio de um estudo de caso do Assentamento Conquista- em Campo Grande/MS, tem como objetivo demonstrar a fragilidade dos assentamentos frente ao desenvolvimento econômico e social. Os assentados enfrentam dogmas culturais e sem uma gestão administrativa, orientações básicas para gerenciar seu próprio negócio, não conseguem obter uma qualidade de vida familiar nem comunitária.   Os programas e projetos governamentais não são cumpridos conforme planejamento, pois há atrasos nos financiamentos e no acompanhamento técnico.  Simultaneamente o estudo propõe alternativas de cultivos e uma linha de ação no caminho do cooperativismo, para o desenvolvimento local e sustentável, apoiando o tripé da responsabilidade social com o crescimento econômico e cultural. O presente trabalho, por meio de um estudo de caso do Assentamento Conquista- em Campo Grande/MS, tem como objetivo demonstrar a fragilidade dos assentamentos frente ao desenvolvimento econômico e social. Os assentados enfrentam dogmas culturais e sem uma gestão administrativa, orientações básicas para gerenciar seu próprio negócio, não conseguem obter uma qualidade de vida familiar nem comunitária.   Os programas e projetos governamentais não são cumpridos conforme planejamento, pois há atrasos nos financiamentos e no acompanhamento técnico.  Simultaneamente o estudo propõe alternativas de cultivos e uma linha de ação no caminho do cooperativismo, para o desenvolvimento local e sustentável, apoiando o tripé da responsabilidade social com o crescimento econômico e cultural. O presente trabalho, por meio de um estudo de caso do Assentamento Conquista- em Campo Grande/MS, tem como objetivo demonstrar a fragilidade dos assentamentos frente ao desenvolvimento econômico e social. Os assentados enfrentam dogmas culturais e sem uma gestão administrativa, orientações básicas para gerenciar seu próprio negócio, não conseguem obter uma qualidade de vida familiar nem comunitária.   Os programas e projetos governamentais não são cumpridos conforme planejamento, pois há atrasos nos financiamentos e no acompanhamento técnico.  Simultaneamente o estudo propõe alternativas de cultivos e uma linha de ação no caminho do cooperativismo, para o desenvolvimento local e sustentável, apoiando o tripé da responsabilidade social com o crescimento econômico e cultural. O presente trabalho, por meio de um estudo de caso do Assentamento Conquista- em Campo Grande/MS, tem como objetivo demonstrar a fragilidade dos assentamentos frente ao desenvolvimento econômico e social. Os assentados enfrentam dogmas culturais e sem uma gestão administrativa, orientações básicas para gerenciar seu próprio negócio, não conseguem obter uma qualidade de vida familiar nem comunitária.   Os programas e projetos governamentais não são cumpridos conforme planejamento, pois há atrasos nos financiamentos e no acompanhamento técnico.  Simultaneamente o estudo propõe alternativas de cultivos e uma linha de ação no caminho do cooperativismo, para o desenvolvimento local e sustentável, apoiando o tripé da responsabilidade social com o crescimento econômico e cultural.   O presente trabalho, por meio de um estudo de caso do Assentamento Conquista- em Campo Grande/MS, tem como objetivo demonstrar a fragilidade dos assentamentos frente ao desenvolvimento econômico e social. Os assentados enfrentam dogmas culturais e sem uma gestão administrativa, orientações básicas para gerenciar seu próprio negócio, não conseguem obter uma qualidade de vida familiar nem comunitária.   Os programas e projetos governamentais não são cumpridos conforme planejamento, pois há atrasos nos financiamentos e no acompanhamento técnico.  Simultaneamente o estudo propõe alternativas de cultivos e uma linha de ação no caminho do cooperativismo, para o desenvolvimento local e sustentável, apoiando o tripé da responsabilidade social com o crescimento econômico e cultural. O presente trabalho, por meio de um estudo de caso do Assentamento Conquista- em Campo Grande/MS, tem como objetivo demonstrar a fragilidade dos assentamentos frente ao desenvolvimento econômico e social. Os assentados enfrentam dogmas culturais e sem uma gestão administrativa, orientações básicas para gerenciar seu próprio negócio, não conseguem obter uma qualidade de vida familiar nem comunitária.   Os programas e projetos governamentais não são cumpridos conforme planejamento, pois há atrasos nos financiamentos e no acompanhamento técnico.  Simultaneamente o estudo propõe alternativas de cultivos e uma linha de ação no caminho do cooperativismo, para o desenvolvimento local e sustentável, apoiando o tripé da responsabilidade social com o crescimento econômico e cultural. 

AGRICULTURA SUSTENTÁVEL- UM ESTUDO DE CASO NO Assentamento Conquista - MS.

DOI: 10.37572/EdArt_24830122019

Palavras chave: Cooperativismo. Responsabilidade social. Desenvolvimento local.

Keywords: Cooperativism. Social responsability. Local development

Abstract:The present work, through a case study of the Settlement Conquest in Campo Grande / MS, aims to demonstrate the fragility of settlements in the face of economic and social development. Settlers face cultural dogmas and no administrative management, basic guidelines for managing their own business, can not achieve a family or community quality of life. Government programs and projects are not adhered to as planned, as there are delays in funding and technical follow-up. Simultaneously, the study proposes alternative crops and a line of action in the path of cooperativism, for local and sustainable development, supporting the tripod of social responsibility with economic and cultural growth. 

Autores

  • Moises da silva Martins
  • Rosane Aparecida Ferreira Bacha
  • Edilene Mayumi Murashita Takenaka